Bivalves invasores de água doce em Portugal e biofouling industrial
Impactos económicos/ecológicos
 
Bivalves invasores e a indústria>Impactos económicos/ecológicos

Os bivalves invasores podem provocar alterações ecológicas significativas nas áreas invadidas. Atuam como engenheiros dos ecossistemas, modificando e criando habitats.

Os principais mecanismos através dos quais promovem alterações no ecossistema são os seguintes:

Elevada densidade populacional

  • Domínio da biomassa das comunidades bênticas - redução do habitat disponível para outras espécies.
  • Controlo da concentração e natureza das partículas suspensas, movendo a matéria suspensa da coluna de água para o bentos.
  • Conchas servem de refúgio a outras espécies.
Elevadas taxas de filtração
  • Remoção de fitoplâncton, bactérias e partículas suspensas da coluna de água.
  • Competição por alimento com outras espécies filtradoras.
  • Ingestão de grandes quantidades de esperma, gloquídeos e juvenis de bivalves nativos.
  • Redução da eutrofização e diminuição da turbidez da água, permitindo o aparecimento de vegetação aquática submersa.
Deposição de fezes e pseudo-fezes
  • Alteração dos ciclos biogeoquímicos e promoção da sedimentação.
Acumulação de contaminantes
  • Bioamplificação de contaminantes ao longo da cadeia alimentar com impactos importantes nos níveis tróficos superiores.
Alterações de interações bióticas
  • Introdução de parasitas e doenças que podem afetar as espécies nativas.
  • Alteração de dinâmicas predador/presa pré-existentes.

Para além dos impactos no ecossistema, a presença de bivalves invasores poderá ter também impacto em indústrias, atividades comerciais e outros contextos sócio-económicos que dependam direta ou indiretamente da água. Os principais impactos a este nível são:

Sistemas industriais de água bruta
  • Entupimento de tubagens, bombas, permutadores de calor e filtros, o que leva ao aumento do grau de corrosão das estruturas metálicas e à redução do fluxo nos sistemas e da sua eficácia (biofouling).
  • Riscos para a segurança relacionados com arrefecimento deficiente e entupimento dos sistemas de proteção contra incêndio.
  • Possível perda de qualidade do produto final.
  • Perdas económicas e de desempenho avultadas relacionadas com o controlo de biofouling e limpeza dos sistemas afetados.
Estações de tratamento de água para consumo
  • No geral, os mesmos que acima.
  • Interrupção do fluxo e aumento do desgaste das bombas, levando a uma redução da eficiência das operações e a um aumento do consumo energético.
  • Alterações da qualidade e propriedades organolépticas da água, provocando odor e sabor desagradável.
Sistemas de irrigação
  • Deposição em locais de baixa velocidade de escoamento e consequente redução do fluxo de água, o que leva ao aumento das taxas de deposição de sedimentos.
  • Entupimento de estruturas de apoio à irrigação (p.ex. pivots e hidrantes) e consequente aumento do gasto energético para compensar o decréscimo de fluxo.
  • Perdas devido ao desperdício de água durante as operações de limpeza, bem como devido à reparação ou substituição das estruturas afetadas.
Locais de lazer
  • As marinas e os sistemas de apoio à navegação poderão também ser afetados pelo elevado número de indivíduos que se aglomeram nos cascos das embarcações, no interior dos motores, nas bombas, nos lemes e nas hélices, danificando as peças e diminuindo o seu desempenho.
  • A presença de conchas vazias no fundo e margens dos rios, albufeiras, barragens e lagos. usadas por banhistas afastam as pessoas destes locais e impossibilitam a prática de atividades recreativas.

 

A título de resumo, a lista de estrutura mais susceptíveis aos efeitos de biofouling inclui:
  • Bóias de sinalização de navegação.
  • Pontes, docas e escadas de acesso a massas de água doce.
  • Redes de pesca.
  • Condensadores.
  • Permutadores de calor.
  • Tubagens.
  • Válvulas.
  • Bombas.
  • Sistemas de proteção contra incêndios.
  • Filtros de areia.
  • Portas de controlo de fluxo de água.
  • Instrumentos de medição do nível de água em reservatórios.
  • Hélices, motores, lemes de embarcações.

   

    

Mais informação acerca deste assunto poderá ser obtida a partir da lista de leituras adicionais.